Na FIFA desde 2000

Curso de VAR no Brasil: experiência transferida para cabine de vídeo

Brasileiro a mais tempo no quadro da FIFA, Alessandro Rocha Matos usa experiência como árbitro assistente internacional para se preparar para a nova função

Leandro Vuaden, árbitro do quadro da CBF e da FIFA, no Curso de Capacitação de VAR

Leandro Vuaden, árbitro do quadro da CBF e da FIFA, no Curso de Capacitação de VAR

Créditos: João Moretzsohn / CBF

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF – Créditos: João Moretzsohn / CBF

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF

Créditos: João Moretzsohn / CBF

 

Leandro Vuaden, árbitro do quadro da CBF e da FIFA, no Curso de Capacitação de VAR

Leandro Vuaden, árbitro do quadro da CBF e da FIFA, no Curso de Capacitação de VAR

Créditos: João Moretzsohn / CBF

 

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF

Alessandro Matos, há 18 anos no quadro de árbitros assistentes da FIFA, destaca Curso de VAR da CBF

Créditos: João Moretzsohn / CBF

No 2º Curso de Capacitação para Árbitros Assistentes de Vídeo, realizado em Águas de Lindóia (SP), a experiência adquirida ao longo da carreira vem contribuindo diretamente na assimilação da nova tecnologia por parte da arbitragem brasileira. Ao todo, 32 árbitros do quadro da CBF foram selecionados para a etapa final de preparação para o uso do VAR na Copa do Brasil 2018.

Para estarem aptos a atuar com a ferramenta nas Quartas de Final do torneio nacional, os participantes são submetidos a treinamentos teóricos e práticos durante oito dias de imersão total. Organizado pela Comissão de Arbitragem da CBF, em parceira com a Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF), o atual ciclo no Eco Resort Oscar Inn tem o objetivo de reforçar o protocolo estabelecido pelo IFAB (International Football Association Board) e capacitar os alunos para o utilização do sistema de vídeo.

Com uma trajetória destacada na arbitragem mundial, Alessandro Rocha Matos se prepara para mais um grande desafio na carreira. Há 18 anos no quadro da FIFA, o árbitro assistente espera repetir o bom desempenho na nova função.

– Em primeiro lugar eu fico muito feliz com a oportunidade de poder alcançar essa tecnologia na arbitragem. O VAR só vem pra ajudar. Creio que a experiência de campo vale bastante, mas é preciso trocar o chip. É algo diferente. Tem que manter a tranquilidade para poder ajudar e não causar dano à partida – ponderou o experiente assistente durante entrevista à CBFTV.

Ciente da necessidade de mudar a perspectiva ao assumir o posto de árbitro vídeo, o assistente da Federação Bahiana ressaltou a importância do curso de capacitação. Segundo Alessandro, a semana de atividades no interior paulista dará mais segurança no momento de recorrer ao auxílio da tecnologia.

– Esse curso aqui é de fundamental importância. É preciso destacar o trabalho de excelência que é feito pelos instrutores que estão aqui desde 18 de junho. Eles que estão empenhados aqui dia e noite neste trabalho que é muito importante para o futebol brasileiro. A gente tem que transferir nossa experiência do campo para o vídeo. Eu acho que, como tudo novo, necessitamos de treinamento e prática – avaliou Alessandro, que elegeu o principal benefício que o VAR agregará  ao jogo.

– O VAR será de fundamental importância. Porque vai dar mais justiça ao futebol. Nós estamos ali com toda a intenção de acertar, procuramos o 100% de acerto, mas somos humanos e podemos cometar algum erro. O VAR vai estar lá para poder corrigir o erro e proporcionar mais justiça no resultado da partida.

O 2º Curso de Capacitação para Árbitros Assistentes de Vídeo se encontra na reta final. Composta por oito duplas de árbitros e assistentes, a última turma encerra as atividades no próximo domingo (8).

https://www.cbf.com.br/a-cbf/informes/arbitragem/curso-de-var-no-brasil-experiencia-transferida-para-cabine-de-video

 

2.844 visualizações até 13/07/2018

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s