EA-SCS em Sergipe!

Escola de Arbitragem SÉRGIO CORRÊA em franca atividade

A Escola de Arbitragem Sérgio Correa encerrou a disciplina de Regras do Futebol no último dia 02/06 (sexta).

 

O Instrutor CBF Erich Bandeira ministrou as aulas manhã e tarde no Auditório da Federação Sergipana de Futebol, as aulas tiveram vasto conteúdo com vídeo teste, simulação, apresentação de vídeo, além da participação ativa dos alunos que logo depois foram avaliados com simulado das Regras 15,16 e 17.

A Coordenação da Escola de Arbitragem Sérgio Corrêa agradece ao apoio da ANAF e aos amigos Salmo Valentim e Erich Bandeira.

WhatsApp Image 2017-06-03 at 19.01.11

30 de maio de 2017, 58 anos!

30/05/2017 – Notícias

Ex-presidente do SAFESP, Sérgio Corrêa, completa mais um ano de vida

O Ex-Presidente da entidade chega aos 58 anos ainda se dedicando muito à arbitragem
Por: SAFESP

 Sérgio Corrêa da Silva completa mais um ano de vida

Sérgio Corrêa da Silva completa mais um ano de vida

São Paulo, 30/05 – O Departamento Social do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), por intermédio de seu presidente, Arthur Alves Júnior, mais uma vez cumprimenta e deseja felicidades ao ex-presidente da Comissão Nacional de Arbitragem e hoje Diretor responsável pelo projeto Árbitro de Vídeo no Brasil, Sérgio Corrêa da Silva (foto à esquerda), por mais um ano de vida que é completado nesta terça-feira, 30 de maio. Sérgio Corrêa chega aos 58 anos e coloca toda sua experiência de ex-árbitro à serviço da arbitragem nacional.

“O Sérgio foi presidente do Sindicato, é um associado do SAFESP e temos que parabenizá-lo por mais um ano de vida. Ele já foi o comandante da arbitragem brasileira e hoje é responsável por um projeto que chega para revolucionar os problemas da arbitragem. É um homem que sempre dedicou à profissão desde quando começou a apitar futebol. Parou e mesmo assim continuou se dedicando, se tornando peça fundamental para o sucesso do nosso Sindicato. Não podíamos, de jeito nenhum, deixar de lembrar desta data pelo que ele representa para nossa classe. Desejamos muito sucesso, saúde e sorte nas suas funções”, falou o presidente do SAFESP.

Saiba mais de Sérgio Corrêa
Sérgio Corrêa foi árbitro do Quadro Paulista e de 1989 à 2000 esteve no Quadro Nacional sob o comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Foi presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo de 10/02/2003 à 09/04/2007. Depois disso assumiu em sua primeira passagem a presidência da Comissão nacional de Arbitragem, saindo em 2012, mas retornando em 2014. Em 2016 deixou o cargo para ser o homem forte do projeto “Árbitro de Vídeo”, sendo o principal elo de ligação entre a CBF e a FIFA no setor de arbitragem. Também dirigiu a Comissão Estadual de Árbitros em São Paulo e a Escola de Árbitros da Federação Paulista de Futebol. Além disso, foi um dos fundadores da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF).

Homenagem do SAFESP
Por ser um homem representativo na arbitragem nacional e também ter dirigido o Sindicato dos Árbitros paulistas de 2003 à 2007, o atual presidente, Arthur Alves Júnior, realizou um Curso para formar novos árbitros nos últimos meses dando o nome à Turma de Sérgio Corrêa da Silva. Os alunos terminaram o curso, mas a formatura vai acontecer no próximo dia 26 de junho, com presença confirmada do homenageado na entrega dos diplomas, que será realizado na sede da Federação Paulista de Futebol. Uma justa homenagem a quem sempre se dedicou à arbitragem.

http://safesp.org.br/pt/noticias/pg_view_noticias.php?id=1471

Caros amigos do SAFESP,

Obrigado pela lembrança!

 

MELHORES SA/17 – 2ª rodada

ANÁLISE DE DESEMPENHO

30/05/2017 às 19:07 | Assessoria CBF

Ranking da arbitragem no Brasileirão – 2ª rodada

Créditos: Rener Pinheiro / CBF

Na sequência do planejamento que visa a premiação dos melhores árbitros do Campeonato Brasileiro 2017, a Comissão de Arbitragem da CBF divulgou as melhores equipes da 2ª rodada da competição. Os vencedores serão determinados pela soma da pontuação contabilizada durante todo o campeonato e o ranking está sendo elaborado a partir dos dados do sistema de análise de desempenho usado pela entidade.

ARBITRAGEM – BRASILEIRÃO – 2ª RODADA

Sport-PE 1 x 1 Cruzeiro-MG, 14 de maio, domingo (16h), Fonte Nova, Salvador (BA)

Árbitro: João Batista Arruda – CBF/RJ
Árbitro Assistente 1:Luiz Claudio Regazone – CBF/RJ
Árbitro Assistente 2: Eduardo de Souza Couta – CBF/RJ
Quarto Árbitro: Gabriel Conti Viana – CBF/RJ
Árbitro Assistente Adicional 1: Bruno Arleu de Araújo – CBF/RJ
Árbitro Assistente Adicional 2: Alexandre Vargas Tavares de Jesus – CBF/R

Chapecoense 1×0 Palmeiras, 20 de maio, sábado (16h), Fonte Nova, Salvador (BA)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro -CBF/ GO
Árbitro Assistente 1: Bruno Raphael Pires – FIFA/GO
Árbitro Assistente 2:Leone Carvalho Rocha – CBF/GO
Quarto Árbitro: Marcio Soares Maciel – CBF/GO
Árbitro Assistente Adicional 1: Roberto Giovanny Oliveira – CBF/GO
Árbitro Assistente Adicional 2:Breno Vieira Souza – CBF/GO

Atlético-GO 0X3 Flamengo-RJ, 20 de maio, sábado (19h), Serra Dourada – Goiânia

Árbitro: Igor Junio Benevenuto – CBF/MG
Árbitro Assistente 1: Márcio Eustáquio S Santiago – CBF/MG
Árbitro Assistente 2: Celso Luiz da Silva – CBF/MG
Quarto Árbitro: Marcus Vinicius Gomes – CBF/MG
Árbitro Assistente Adicional 1: Emerson Almeida Ferreira – CBF/MG
Árbitro Assistente Adicional 2:Wanderson Alves de Souza – CBF/MG

 

http://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/ranking-da-arbitragem-no-brasileirao-2a-rodada#.WTMup2g1_IU

MELHORES DA SA/17 – 1ª rodada

ANÁLISE DE DESEMPENHO

18/05/2017 às 19:58 | Assessoria CBF

Ranking da arbitragem no Brasileirão – 1ª rodada

Créditos: Washington Alves/Cruzeiro

A Comissão de Arbitragem da CBF vai premiar os melhores árbitros no fim do Brasileirão 2017. Os vencedores serão determinados pela soma da pontuação contabilizada durante todo o campeonato. Este ano, o ranking está sendo elaborado a partir dos dados do sistema de análise de desempenho usado pela entidade.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Marcos Marinho, explicou que as notas dependem da performance em cada rodada, levando em consideração quesitos técnicos, físicos e mentais.

– Na parte técnica, são avaliados itens como os critérios adotados, marcação de faltas e aplicações de cartões. Pelo lado físico, a análise considera questões como posicionamento, velocidade de deslocamento e tempo de reação. Já no mental, entra os fatores emocionais, como a postura e o controle da partida – informou Marinho.

No decorrer da competição, a CBF vai divulgar as melhores equipes de arbitragem, de acordo com o trabalho de seus respectivos integrantes nos jogos do Brasileirão. Confira os nomes e partidas em que atuaram.

ARBITRAGEM – BRASILEIRÃO – 1ª RODADA

Bahia 6 x 2 Atlético-PR – 14 de maio, domingo (16h) – Fonte Nova, Salvador (BA)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (AB/SP)
Árbitro Assistente 1: Daniel Paulo Ziolli (CBF/SP)
Árbitro Assistente 2: Daniel Luis Marques (CBF/SP)
Quarto Árbitro: Ricardo Pavanelli Lanutto (CBF/SP)
Árbitro Assistente Adicional 1: Leandro Bizzio Marinho (AB/SP)
Árbitro Assistente Adicional 2: Rafael Gomes Felix da Silva (CBF/SP)

Palmeiras 4 x 0 Vasco – 14 de maio, domingo (16h) – Allianz Parque, São Paulo (SP)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA/PR)
Árbitro Assistente 1: Bruno Boschilia (FIFA/PR)
Árbitro Assistente 2: Victor Hugo Imazu dos Santos (CBF/PR)
Quarto Árbitro: Rafael Trombeta (CBF/PR)
Árbitro Assistente Adicional 1: Paulo Roberto Alves Junior (AB/PR)
Árbitro Assistente Adicional 2: Fabio Filipus (CD/PR)

Cruzeiro 1 x 0 São Paulo – 14 de maio, domingo (16h) – Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (AB/RJ)
Árbitro Assistente 1: Dibert Pedrosa Moises (CBF/RJ)
Árbitro Assistente 2: Michael Correia (CBF/RJ)
Quarto Árbitro: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (CBF/RJ)
Árbitro Assistente Adicional 1: Leonardo Garcia Cavaleiro (AB/RJ)
Árbitro Assistente Adicional 2: Carlos Eduardo Nunes Braga (CD/RJ)

 

http://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/ranking-da-arbitragem-no-brasileirao-1a-rodada#.WTMuUGg1_IU

ESCOLAS DE ÁRBITROS

AMPLIAÇÃO DE METAS

15/05/2017 às 17:22 | Assessoria CBF

Curitiba recebe encontro de escolas de arbitragem

Créditos: Cleber Yamaguchi/FPF

No início do mês de maio, aconteceu em Curitiba o VI Encontro Nacional de Escolas de Arbitragem de Futebol. O evento, que ocorreu entre os dias 04 e 07, foi organizado pela Escola de Arbitragem Victor Marcassa, da Federação Paranaense de Futebol (FPF), em parceria com a CBF.

O Encontro teve como objetivo debater e analisar a grade curricular mínima dos cursos de arbitragem nacional e os problemas levantados pelos responsáveis pela execução, além de captar sugestões de melhoria e ampliação de metas para os próximos anos.

Participaram do evento, representantes da Escola Nacional de Arbitragem e diretores das escolas regionais, além de dirigentes e técnicos nas áreas de pedagogia, educação física e psicologia.

A coordenação do Encontro ficou a cargo de Ana Paula de Oliveira, da Escola Nacional de Arbitragem, Carlos Elias Pimentel, do Rio de Janeiro, e Gildásio José dos Santos, presidente da Escola Estadual Victor Marcassa, da FPF.

No primeiro dia, a abertura do encontro aconteceu através do presidente da FPF, Hélio Pereira Cury. Participaram também o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Marcos Marinho; a secretária da Escola Nacional de Arbitragem, Ana Paula de Oliveira; o presidente da Comissão de Arbitragem do Paraná, Afonso Vítor de Oiveira; e o diretor presidente da Escola de Arbitragem Victor Marcassa, Gildásio José dos Santos.

Na sexta-feira (5), foi apresentada a escola local de árbitros e os objetivos do encontro. Em seguida, foi a vez de Paulo Camello tratar sobre a importância do Pilar Físico na grade curricular de formação de árbitros e Marta Magalhães falar sobre a importância do Pilar Mental, encerrando o trabalho do dia com um debate.

No sábado (6), foram apresentados e consolidados os resultados do debate do dia anterior e elaboradas as atas dos trabalhos, sob a supervisão de Ana Paula Oliveira, Paulo Elias Pimentel e Gildásio José dos Santos.

Ao final do encontro, entre outras coisas, ficou como sugestão manter a grade curricular mínima de 220 horas, além da definição de que a partir de 2017 os Encontros de Escolas de Arbitragem serão realizados duas vezes ao ano. Ao final, a Federação do Piauí, através da Escola de Formação, se apresentou para sediar o novo encontro, o que foi aceito por unanimidade. Assim, o Estado Piauí será a sede do VII Encontro Nacional de Escolas de Arbitragem.

Fonte: site oficial da Federação Paranaense de Futebol

http://www.cbf.com.br/noticias/fala-federacao/curitiba-recebe-encontro-de-escolas-de-arbitragem#.WTMtlmg1_IU