“Uma decisão muito importante”

Fifa confirma: Copa do Mundo de 2018 terá árbitro de vídeo

“É uma decisão muito importante, histórica”, diz presidente Infantino

 Fifa confirma: Copa do Mundo de 2018 terá árbitro de vídeo

Por Martin Fernandez, Bogotá

 

O árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês para “Video Assistant Referee”) já havia sidoaprovado pela International Board, no dia 3 de março, como uma regra do futebol. Para ser usado na Copa do Mundo de 2018, faltava a aprovação do Conselho da Fifa. Faltava: o presidente da entidade, Gianni Infantino, confirmou nesta sexta-feira, em Bogotá, que o VAR estará presente nos jogos da Rússia.

– Vamos ter a primeira Copa do Mundo de 2018 com o ábitro de vídeo. Estamos muito contentes com essa decisão. É uma decisão muito importante, histórica – disse Infantino, em coletiva após a reunião do Conselho da Fifa.

Fifa confirma uso do árbitro de vídeo na Copa do Mundo

Fifa confirma uso do árbitro de vídeo na Copa do Mundo

O sistema começou a ser testado pela Fifa em setembro de 2016, com partidas na sede da entidade. Em dezembro do mesmo ano, o mecanismo foi levado ao Japão para o Mundial de Clubes. No ano passado, a Copa das Confederações foi o grande teste para a tecnologia, no país da Copa.

– Sem o VAR, o árbitro comete um erro grave a cada três jogos. Com o VAR, comete um erro importante a cada 19 jogos. Isso é um fato. Fala-se também do que tempo que se perde. Talvez se fale de maneira muito emocional. Uma análise clara: se perde 1 minuto por jogo para corrigir uma decisão claramente errada. Com os laterais, hoje, em cada partida, se perde 7 minutos. E um lateral não decide nada. Uma decisão do VAR muda um jogo – explicou o dirigente.

Segundo as regras determinadas pela Fifa, nem todo lance polêmico pode ter o auxílio do VAR. Apenas quatro situações estão no protocolo para serem analisadas pela equipe de arbitragem que ficará dentro de uma sala com os monitores:

  1. Situações de gol
  2. Marcação de pênaltis
  3. Cartões vermelhos
  4. Confusão da identidade de jogadores

– A Fifa, quando tomou essa decisão, foi unânime, o conselho já havia tomado essa decisão. Hoje novamente em unanimidade. Não tomamos essa decisão acordando hoje pela manhã. Estamos realmente estudando isso, eu acho que eu talvez tenha sido o mais cético de tudo. Sem provar, não saberíamos como ia funcionar. Fizemos experimentos – disse Infantino.

 Infantino anuncia o uso do árbitro de vídeo na Copa de 2018 (Foto: Martín Fernández)Infantino anuncia o uso do árbitro de vídeo na Copa de 2018 (Foto: Martín Fernández)

Infantino anuncia o uso do árbitro de vídeo na Copa de 2018 (Foto: Martín Fernández)

 

Desde o início dos testes, a mensagem da Fifa foi clara: o árbitro VAR só deverá procurar o árbitro de campo em situações de “erro claro”, ou seja, jogadas em que é possível haver diferentes interpretações não devem ser avisadas.

– É uma ajuda de verdade ao árbitro. Vamos ter um futebol mais transparente e mais justo. É o que queremos. O árbitro pode cometer erros, como todos. Se pudermos ajudá-los, é algo bom para o futebol. Na Fifa já se trabalha faz dois anos com VAR, com a tecnologia, para estar tudo pronto para o Mundial. Estamos com confiança absoluta na nossa equipe de árbitros – acrescentou.

A tecnologia foi testada nos últimos dois anos em mais de 20 torneios. Em janeiro, um relatório da International Board detalhou os resultados dos testes, realizados em 804 partidas de competições:

  • 56,9% das revisões foram para lances de pênalti ou gol
  • Média menor de 5 de revisões por jogo
  • Checagem de cada lance durou, em média, 20 segundos
  • 68,8% dos jogos não tiveram revisão
  • Média de um erro claro a cada três partidas
  • Índice de acerto de 98,9% em lances revisados
  • Impacto decisivo no resultado do jogo em 8% dos jogos
  • Média de revisão de 60 segundos por lance (39 via comunicação interna e 70 em casos de consulta no campo)
  • A média de tempo perdido é menor que 1% do tempo total de jogo
  • Um erro considerado claro não foi corrigido em 5% dos casos (1 a cada 20)

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, já havia descartado o uso da tecnologia na próxima edição da Liga dos Campeões, por considerá-la ainda “muito confusa”. Entre os principais campeonatos nacionais da Europa, a Inglaterra é a exceção. As ligas de Espanha e França vão adotar o VAR na próxima temporada, a exemplo que já fazem Itália, Alemanha, Portugal, Holanda e Bélgica.

No Brasil, a tecnologia vai ser usada a partir das quartas de final da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, os clubes e a CBF não entraram em acordo sobre o financiamento da tecnologia e por isso não será utilizado.

Entenda como funciona o sistema do VAR:

Veja como funciona o sistema de vídeo da Fifa para auxiliar arbitragem

Veja como funciona o sistema de vídeo da Fifa para auxiliar arbitragem

https://globoesporte.globo.com/futebol/copa-do-mundo/noticia/copa-do-mundo-de-2018-tera-arbitro-de-video.ghtml

Clubes vetam VAR no Brasileirão-2018

Clubes vetam árbitro de vídeo no Brasileirão-2018; veja como cada um votou

No Conselho Técnico, “venda” de mando de campo e uso de grama sintética são liberados na Série A


Por Martín Fernandez, Rio de Janeiro

 

Por motivo econômico, não haverá árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro de 2018. A decisão foi tomada por representantes dos 20 clubes da Série A em reunião do Conselho Técnico da competição, realizada nesta segunda-feira na sede da CBF, no Rio de Janeiro. O placar foi 12 a 7 contra o VAR, além de uma abstenção.

A CBF queria que os clubes pagassem pela implantação da tecnologia, que corrige marcações e dúvidas da arbitragem em determinados tipos de lances, como gol, pênalti, aplicação de cartão vermelho e identificação de atletas O custo estimado para os 380 jogos da Série A era de R$ 20 milhões.

– Vetar foi uma decisão da maioria, pelo custo elevados para os clubes. Para cada clube, (o árbitro de vídeo) custaria R$ 500 mil apenas para o segundo turno, ou R$ 1 milhão para o campeonato inteiro. Decidimos esperar a observação na Copa do Mundo e talvez implantar no Brasileiro do ano que vem – explicou o presidente do Vasco, Alexandre Campello.

No entanto, haverá árbitro de vídeo a partir das quartas de final da Copa do Brasil, com custo bancado pela CBF.

Veja como foi a votação sobre a implantação do VAR no Brasileirão:

  • A favor: Flamengo, Botafogo, Bahia, Chapecoense, Palmeiras, Grêmio e Internacional.
  • Contra: Corinthians, Santos, América-MG, Cruzeiro, Atlético-MG, Atlético-PR, Paraná, Vasco, Fluminense, Sport, Vitória e Ceará.
  • Não votou: São Paulo (o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva tinha ido embora no momento dessa votação).

– O Bahia foi favorável mesmo que tivesse que pagar por isso, mesmo que houvesse um custo alto. A gente defendeu o modelo, porque o prejuízo mesmo acontece quando há um erro contra o clube ou contra o futebol – afirmou o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani.

No ano passado, uso do VAR foi demonstrado pela CBF (Foto: Beto Azambuja/GloboEsporte.com)No ano passado, uso do VAR foi demonstrado pela CBF (Foto: Beto Azambuja/GloboEsporte.com)

No ano passado, uso do VAR foi demonstrado pela CBF (Foto: Beto Azambuja/GloboEsporte.com)

Em setembro do ano passado, após o Corinthians vencer o Vasco com um gol de braço de Jô, a CBF prometeu implantar o árbitro de vídeo durante aquele Brasileirão. Um mês depois, como não havia condições de usar o recurso em todas as partidas da mesma rodada, a ideia foi adiada – a entidade chegou a promover demonstrações e cursos. O VAR esteve à disposição na final da Libertadores, entre Grêmio e Lanús.

Duas mudanças

Em outra decisão conjunta, os clubes liberaram a “venda” de mando de campo no Brasileirão deste ano, com algumas restrições:

  • os times só poderão atuar cinco vezes fora de seu estado de origem em seus 19 jogos de mando;
  • os times só poderão mandar jogos fora de seus estados se houver a concordância do visitante;
  • os clubes não podem vender o mando de suas últimas cinco partidas no campeonato.

No ano passado, nenhum clube pôde mandar partidas fora de seu estado.

Arena da Baixada, do Atlético-PR é o único estádio da Série A com grama sintética (Foto: Gabriela Ribeiro)Arena da Baixada, do Atlético-PR é o único estádio da Série A com grama sintética (Foto: Gabriela Ribeiro)

Arena da Baixada, do Atlético-PR é o único estádio da Série A com grama sintética (Foto: Gabriela Ribeiro)

 

Outra decisão do Conselho Técnico foi liberar o uso de grama sintética em jogos do Brasileirão. A Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR, é o único da Série A com esse tipo de piso.

O regulamento de 2017 previa que haveria um veto ao uso de grama sintética em 2018, mas a reunião deste ano reverteu essa decisão.

Gre-Nal: experiência positiva

HISTÓRIA NA ARBITRAGEM

11/03/2018 às 23:38 | Assessoria CBF

Árbitro de Vídeo no Gre-Nal: experiência positiva

A história está escrita. Na tarde deste domingo (11), os mais de 40 mil presentes no Beira-Rio e outros milhares de torcedores que acompanharam o Gre-Nal 413 viram o primeiro clássico com Árbitro de Vídeo do futebol brasileiro. A experiência com a ferramenta foi avaliada de forma positiva pelos seus operadores.

No campo, Jean Pierre Lima, depois o substituto Jonathan Pinheiro, e os assistentes, Rafael da Silva Alves e Lúcio Flor, comunicaram-se com a cabine. Nela estavam presentes Rafael Traci, como Árbitro de Vídeo, e Ivan Carlos Bohn, como Árbitro Assistente de Vídeo, além do supervisor Manoel Serapião. Todos concordam que, quando a bola rolou, os atletas colocaram em prática o que foi passado nas palestras em cada clube e contribuíram para o melhor andamento da partida.

– Tudo foi plenamente satisfatório. Ainda podemos fazer alguns ajustes. No futuro as câmeras podem ser ajustadas especificamente para o Árbitro de Vídeo e não para a transmissão. Mas hoje tudo nos satisfez e a gente se valeu disto. No lance do pênalti marcado, por exemplo, vimos pela câmera 1, pela 7, pela invertida e pela câmera 5 para constatarmos que realmente a falta aconteceu dentro da área. Então, vejo que foi tudo bem e o protocolo foi seguido da forma como deveria ser – afirmou Manoel Serapião.

Mesmo sem nenhuma mudança de decisão tomada no campo, Rafael Traci revisou alguns lances e conversou com os árbitros do clássico entre Internacional e Grêmio. Para ele, a comunicação com os parceiros do gramado foi perfeita.

– A gente espera que o VAR não precise atuar, mas estamos preparados para quando for necessário intervir. Fizemos um treinamento bem completo e, aqui neste jogo oficial, conseguimos colocar em prática tudo o que foi passado no curso de capacitação. O clássico é sempre mais quente, a gente sabe que pode ocasionar mais lances de revisões, então falamos com a equipe de campo algumas vezes e correu tudo como o planejado – acrescentou.

Assim como Rafael Traci, Ivan Bohn também realizou o curso de capacitação da CBF para o Árbitro de Vídeo em setembro do ano passado, na cidade de Águas de Lindóia (SP). Para Bohn, toda esta preparação fez com que a dupla chegasse para o Gre-Nal com confiança.

– Houve um treinamento bom ano passado, mas é novidade para a gente ainda. Viemos focados para o jogo, sabendo do grau de dificuldade por ser um clássico, um dos mais disputados do Brasil, e devido ao treinamento que fizemos ano passado, chegamos seguros para atuarmos hoje. Nos primeiros minutos houve uma dificuldade com o operador, mas com o passar do tempo ficamos muito tranquilos e bem seguros – finalizou.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/arbitro-de-video-no-gre-nal-experiencia-positiva#.WqxfKOjOXIU

Traci se diz pronto

MOMENTO HISTÓRICO

10/03/2018 às 21:14 | Assessoria CBF

Árbitro de Vídeo do Gre-Nal, Traci se diz pronto

Créditos: Bruno Mesquita/CBF

A arbitragem do futebol brasileiro vive um momento marcante. Quando a bola rolar neste domingo (11), às 17h (de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), será realizado o primeiro Gre-Nal com Árbitro de Vídeo (VAR) da história. Entre os protagonistas deste evento está o paranaense Rafael Traci, que será o responsável por se comunicar com o árbitro de campo, Jean Pierre Lima, direto da cabine dos monitores.

Aos 36 anos, Traci foi um dos participantes que mais se destacou no curso de capacitação da Comissão de Arbitragem da CBF para a implementação da tecnologia, realizado em setembro no ano passado na cidade de Águas de Lindóia (SP). Pelo conhecimento que já tem da ferramenta, ele se diz preparado para exercer a função de Árbitro de Vídeo do Gre-Nal 413.

– É importante participar de um clássico deste porte. E a gente fica grato pelo convite e por fazer parte disso. Passamos por cursos no ano passado, a CBF habilitou vários árbitros, como eu e o Ivan (Bohn, árbitro assistente de vídeo do Gre-Nal de domingo), e estamos preparados e credenciados para fazermos um bom trabalho – afirmou.

Um fator importante para o Árbitro de Vídeo é atuar somente nos lances em que não seja necessária interpretação. Por conta disso, Traci prefere que o VAR fique em segundo plano no grande clássico do futebol gaúcho. Caso seja necessário, no entanto, ele destaca que está pronto para ajudar o parceiro Jean Pierre, com quem já trabalhou algumas vezes, durante os 90 minutos.

– Acho que o Árbitro de Vídeo vem pra somar. A gente, como árbitro de campo também, torce para que as decisões sejam lá e que não precise do nosso auxílio. Mas é claro que, caso ocorra algum equívoco dentro dos limites do VAR, estaremos preparados para atuar. Só vamos interferir em lances claros. Temos de enfatizar muito isto, que não é em qualquer lance – acrescentou.

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, está acompanhando todo o processo que envolve a realização da partida ao lado dos instrutores Manoel Serapião Filho e Sérgio Corrêa. Marinho revela o que representa este momento para a arbitragem brasileira.

– É mais um experimento que mostra a importância desta ferramenta. É fundamental para nós, já que vamos implantar na Copa do Brasil (a partir das Quartas de Final), e acho que vai servir de referência para vermos como funciona. Com a instrução que foi dada pelas pessoas responsáveis aqui e pelos árbitros que vão atuar, creio que amanhã será muito interessante e, com certeza, com sucesso – finalizou.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/arbitro-de-video-do-gre-nal-traci-se-diz-pronto#.Wqxe9OjOXIU

Árbitro de Vídeo é feita no Inter

DE OLHO NO CLÁSSICO

10/03/2018 às 13:25 | Assessoria CBF

Apresentação do Árbitro de Vídeo é feita no Inter

O Árbitro de Vídeo (VAR) é novidade para o Internacional. No Gre-Nal 413, marcado para às 17h (de Brasília) do próximo domingo (11), o Colorado fará a primeira partida da sua história com a tecnologia auxiliando a arbitragem. Na manhã deste sábado (10), a Comissão de Arbitragem da CBF foi ao CT do Parque Gigante e aplicou uma palestra para apresentar a ferramenta aos jogadores e tirar dúvidas.

Durante a conversa, que levou cerca de 45 minutos, o técnico do Inter, Odair Hellmann, interagiu bastante com o instrutor-técnico de Árbitro de Vídeo da CBF, Manoel Serapião Filho, e o líder do projeto de Árbitro de Vídeo no Brasil, Sérgio Corrêa. Após a introdução teórica das regras, foram exibidos vídeos para que os atletas tenham conhecimento dos lances que podem ou não serem revisados pelo VAR. Os jogadores acompanharam atentamente as imagens e tiraram dúvidas com o instrutor Serapião. O material foi o mesmo passado ao elenco do Grêmio na última sexta-feira (9).

Capitão do Internacional e grande líder do elenco, o meia D’Alessandro mostrou-se totalmente favorável ao uso do Árbitro de Vídeo. O experiente jogador argentino destacou que a iniciativa representa um avanço para o esporte mais popular do mundo.

– Mostra a evolução do nosso futebol, não só no Brasil e na América do Sul, mas no mundo inteiro. Vejo que a tecnologia pode sim ajudar, está chegando agora no futebol e vai diminuir o erro da arbitragem, ajudá-los e nos ajudar também. Creio que esta ferramenta fora do campo vai ajudar a fazer com que o espetáculo seja um pouco mais justo. O VAR, com 11 câmeras, vai conseguir captar todos os lances, não só onde esteja a bola, mas onde ela não esteja também, como em um empurra-empurra dentro da área… Então a gente vai ter que ter cuidado e precisaremos de uma adaptação para entender muito bem isso – afirmou.

Na tarde deste sábado, às 16h (de Brasília), será realizada uma reunião com toda a equipe envolvida na partida, incluindo o árbitro Jean Pierre Lima, os assistentes Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor, o árbitro de vídeo, Rafael Traci, e o assistente de árbitro de vídeo, Ivan Carlos Bohn. O encontro será conduzido pelos instrutores Manoel Serapião e Sérgio Corrêa e terá também a presença do presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, e do presidente da Comissão Estadual de Árbitro de Futebol (CEAF/RS), Luiz Fernando Gomes Moreira. A atividade acontecerá no hotel onde a equipe de arbitragem está concentrada.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/inter-assiste-a-palestra-de-arbitro-de-video#.WqxeyOjOXIU

Clássico histórico

CLÁSSICO HISTÓRICO

09/03/2018 às 21:23 | Assessoria CBF

Árbitro do Gre-Nal comenta uso do Árbitro de Vídeo

Créditos: Bruno Cantini / Atlético

A arbitragem do Gre-Nal do próximo domingo (11) foi definida na tarde desta sexta-feira (9). O trio no campo será formado por Jean Pierre Lima, Rafael da Silva Alves e Lúcio Flor. A grande novidade do clássico é o Árbitro de Vídeo e a dupla responsável pelo uso da tecnologia na cabine do Beira-Rio será formada por Rafael Traci e Ivan Carlos Bohn. Indo para o quarto clássico entre Grêmio e Internacional da carreira, Jean Pierre comentou a expectativa para o duelo, o primeiro da história a contar com o VAR.

– Estou totalmente tranquilo, fiz os testes da CBF, fui aprovado, e temos esse clássico que por si só já é bastante forte. Quem é do Rio Grande do Sul sabe o quanto representa um Gre-Nal. E para o árbitro também é um divisor de águas, o coloca em evidência, e temos mais esta questão histórica do Árbitro de Vídeo. Tenho uma boa expectativa e espero que a gente possa ao final ter sucesso total nesta partida – destacou.

Apesar de Jean Pierre ser da Federação Gaúcha de Futebol e Rafael Traci defender a Federação do Paraná, esta não será a primeira vez que os dois trabalharão juntos. Este entrosamento passa mais segurança aos árbitros.

– A gente precisa ter a confiança na equipe de trabalho. Quando conhecemos a pessoa é um facilitador. Já tive o prazer de trabalhar com o Traci lá no Paraná, é um excelente árbitro, está em evidência, em uma boa condição no quadro nacional e tem tudo para vir e somar bastante com a equipe. Os outros são daqui do Rio Grande do Sul, também os conheço bem, e acho que o Traci vai agregar bastante com o seu conhecimento, sua experiência e nesta função que tem tudo para colaborar com o jogo – acrescentou.

O instrutor-técnico de Árbitro de Vídeo da CBF, Manoel Serapião Filho, lembrou do período em que os árbitros do Gre-Nal fizeram o curso da Confederação Brasileira de Futebol. Para o profissional, eles estão muito bem preparados para este clássico histórico.

– Todos foram muito bem avaliados e estão preparados. Estamos trabalhando o psicológico deles, sabemos que tem de ter o máximo de tranquilidade, mas todos tem conhecimento profundo do que é o Árbitro de Vídeo. Tivemos muitas reuniões e estamos tranquilos. O Jean é um árbitro forte, disciplinador, que tem coragem, bom domínio técnico e a nossa expectativa é muito positiva – finalizou.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/arbitro-do-gre-nal-comenta-uso-do-arbitro-de-video#.WqxemujOXIU

Grenal com VAR

GRE-NAL COM VAR

09/03/2018 às 20:51 | Assessoria CBF

Grêmio recebe palestra sobre Árbitro de Vídeo

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

A presença do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR) no Gre-Nal do próximo domingo (11) movimenta ainda mais o clássico. O lado azul do confronto recebeu a Comissão de Arbitragem da CBF nesta sexta-feira (9), antes do treinamento no CT Presidente Luiz Carvalho, para uma palestra sobre a ferramenta. Apesar da experiência recente com o VAR em competições internacionais, os jogadores do Imortal interagiram com os instrutores e aproveitaram muito bem a oportunidade, sanando dúvidas sobre o protocolo.

O elenco e a comissão técnica do Grêmio assistiram à apresentação preparada pelo instrutor-técnico de Árbitro de Vídeo da CBF, Manoel Serapião Filho, e o líder de Árbitro de Vídeo no Brasil, Sérgio Corrêa. Com a exibição de vídeos, os profissionais mostraram aos jogadores os lances em que o VAR poderá ou não interferir. A atividade durou cerca de 30 minutos.

Ídolo da torcida e um dos principais líderes do elenco Imortal, o zagueiro Geromel elogiou a iniciativa. Para o defensor tricolor, a conduta passada pelo protocolo de uso da ferramenta ajuda na formação de uma sociedade melhor.

– Vejo que serve de exemplo não só para nós jogadores, mas também para formar cidadãos e pessoas mais honestas, algo que está faltando no nosso Brasil. É um exemplo bom de uma tecnologia nova que vem para melhorar o futebol. Aceitamos bem e acho que vai melhorar muito as condições dos jogos – destacou.

No lado vermelho do clássico, válido pelo Campeonato Gaúcho, o elenco do Internacional vai receber a Comissão de Arbitragem da CBF para acompanhar a mesma palestra exibida no Grêmio e tirar dúvidas sobre o Árbitro de Vídeo na manhã deste sábado (10). A atividade ocorrerá no CT do Parque Gigante.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/gremio-recebe-palestra-sobre-arbitro-de-video#.WqxeZ-jOXIU

Tecnologia no grenal

TECNOLOGIA NO GRE-NAL

08/03/2018 às 22:53 | Assessoria CBF

Árbitro de Vídeo: preparação para Inter x Grêmio

Todo clássico entre Internacional e Grêmio é especial. O Gre-Nal 413 terá um destaque ainda maior por conta de uma novidade. O grande duelo do futebol do Rio Grande do Sul vai ter a participação do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR) no próximo domingo (11). A CBF e a Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que completa 100 anos de fundação em 2018, realizam um trabalho de preparação para o uso da tecnologia.

Na tarde desta quinta-feira (9), o instrutor técnico de Árbitro de Vídeo, Manoel Serapião Filho, e o líder do projeto de VAR no Brasil, Sérgio Corrêa, estiveram na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em Porto Alegre (RS), para discutir questões envolvendo o clássico Gre-Nal. Participaram da conversa o presidente da FGF, Francisco Novelletto, o 1º vice-presidente, Luciano Hocsman e o 2º vice-presidente, Nilo Job, o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Gaúcha, Luiz Fernando Gomes Moreira, o secretário da Comissão, Emílio Mário da Silva, e os membros técnicos da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol (CEAF/RS) Alexandre Barreto, José Mocellin, Flávio Pinheiro Abreu e Leonel Pandolfo. Foram apresentadas a metologia de uso da ferramenta e as partes envolvidas acertaram detalhes para o duelo de domingo.

– É um marco na arbitragem na brasileira! Ter o Árbitro de Vídeo num grande clássico do nosso futebol é muito importante. A nossa expectativa é muito positiva, fomos muito bem acolhidos e aguardamos ter sucesso. E é bom deixar claro: o VAR só vai atuar para corrigir erros claros, indiscutíveis. Se pintar o mínimo de interpretação, o Árbitro de Vídeo não vai atuar. Temos grandes árbitros aqui no Rio Grande do Sul, com muita experiência, e vemos com alegria o quadro gaúcho, que tem dado ao futebol brasileiro um respaldo muito grande – destacou.

O Rio Grande do Sul tem forte tradição em revelar árbitros de destaque. Na sede da Federação, inclusive, há uma homenagem aos gaúchos que atuaram em Copas do Mundo: Carlos Eugênio Simon, Renato Marsiglia e Altemir Hausmann. O presidente Noveletto afirma que a escolha da CBF em utilizar o Árbitro de Vídeo no Estado mostra grande confiança.

– Temos uma das melhores arbitragem do Brasil e pedimos o Árbitro de Vídeo para que tenhamos um grande evento. Tivemos um ou dois erros pontuais no campeonato até aqui, então podemos dizer que vivemos um grande momento neste quesito. E a arbitragem gaúcha tem uma escola boa há muitos anos. Os árbitros aprovaram a iniciativa do VAR e acho que vai engrandecer ainda mais este espetáculo que promete ser o Gre-Nal de domingo – acrescentou.

O presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Gaúcha, Luiz Fernando Gomes Moreira, participou ativamente das conversas para que o VAR fosse realizado no Gre-Nal. Ele trata o uso da tecnologia no Estado como motivo de grande orgulho.

– Nossa expectativa é enorme, sempre fomos favoráveis ao uso da tecnologia. O árbitro hoje tem uma dificuldade no campo causada pela velocidade que as coisas acontecem. E com essa ajuda os erros vão acabar diminuindo. O VAR no Gre-Nal será muito importante para nós. Nos sentimos muito orgulhosos por termos a CBF aqui nos orientando – acrescentou.

A preparação continua com atividades nesta sexta-feira (9). O período da tarde reserva uma reunião com atletas e dirigentes do Grêmio, no Centro de Treinamentos do clube, sobre o Árbitro de Vídeo. Também à tarde será realizado o sorteio da escala de arbitragem da próxima rodada do Campeonato Gaúcho, na sede da Federação Gaúcha de Futebol. Na sequência, com os nomes já revelados, a Comissão da CBF vai passar instruções ao árbitro de vídeo do Gre-Nal no plenário da FGF. Além disso, os árbitros do quadro local passarão por uma atualização e vão assistir ao vídeo da IFAB/FIFA com os dados obtidos em 800 partidas realizadas com suporte da tecnologia em mais de 20 países.

No sábado, será feita a palestra sobre o VAR com o elenco do Internacional, durante a manhã, no CT do Colorado. No mesmo dia, os árbitros designados e capacitados a atuarem com a tecnologia estarão em regime de concentração e participarão de reuniões técnicas e treinamentos especialmente preparados para o Gre-Nal 413.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/arbitro-de-video-preparacao-para-inter-x-gremio#.WqxeKejOXIU

IFAB aprova uso do (VAR)

TECNOLOGIA NA ARBITRAGEM

05/03/2018 às 17:45 | Assessoria CBF

IFAB aprova uso do árbitro de vídeo (VAR)

Créditos: Marcos Paulo Rebelo/CBF

O International Football Association Board (IFAB), órgão que trata das regras do futebol, aprovou por unanimidade o uso de árbitros assistentes de vídeo (VARs), na sua 132ª Reunião Geral Anual (AGM), realizada em Zurique. O evento histórico foi liderado pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino.

O projeto do árbitro de vídeo é brasileiro e foi criado por Manoel Serapião, com o apoio da Comissão de Arbitragem da CBF e da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF). Sua aprovação pela FIFA representa uma nova era para o futebol, com o uso da tecnologia para árbitros, ajudando a aumentar a integridade e a justiça no jogo.

Antes de tomar sua decisão, os membros do IFAB receberam os resultados da análise independente do uso do VAR, realizada pela universidade belga KU Leuven desde o início de 2016. A filosofia do árbitro de vídeo é “interferência mínima, benefício máximo” e visa à redução da injustiça causada por “erros claros e óbvios” nas seguintes situações:

Gol / Não gol
Penalidade / Sem penalidade
Cartão vermelho direto
Identificação equivocada

Os princípios de um Programa de Assistência e Aprovação de Implementação de VAR (IAAP), supervisionados pelo IFAB em conjunto com a FIFA, também foram aprovados para assegurar consistência e qualidade nas competições que desejam usar o recurso. Foi aprovado um manual preliminar, contendo protocolo, princípios e requisitos obrigatórios para permitir o rigoroso processo de aprovação obrigatória.

https://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/ifab-aprova-uso-do-arbitro-de-video-var#.Wqxd1-jOXIU

Grenal rivalry

History has been recorded in the books. On Sunday (11) afternoon, 40.000 spectators attending Beira-Rio Stadium as well as thousands of others fans watching the 413th edition of the Gre-Nal rivalry witnessed the first derby to use Video Assistant Referee (VAR) in Brazilian football. The test using the technology was deemed a success by its operators.

On the field, Jean Pierre Lima, followed by his replacement Jonathan Pinheiro, as well as assistants Rafael da Silva Alves and Lúcio Flor, communicated with the booth, which was occupied by Rafael Traci, performing as Video Referee, and Ivan Carlos Bohn, fulfilling the role of Video Assistant Referee, in addition to supervisor Manoel Serapião. All of them agree that, as soon as the match kicked-off, athletes put into practice everything they were taught at their clubs and helped make it a smooth showdown.

“Everything was highly satisfactory. We can still make some adjustments, though. In the future, cameras may have to be adjusted specifically for the Video Assistant, and not for transmission’s sake. Nevertheless, we were pleased with what happened today and took advantage of it. For instance, in the play where the penalty kick was awarded, we saw the play through cameras 1 and 7, through the inverted camera and through camera 5, with the purpose of being positive that the foul really took place inside the penalty area. Therefore, I find that everything went as planned and protocol was complied with as it should”, Serapião stated.

Even though no decisions were changed on the pitch, Rafael Traci reviewed plays and spoke with referees participating in the Internacional vs. Grêmio clash. He believes communication with his colleagues on the pitch was flawless.

“We hope the AAV is not required, however, we are ready to intervene whenever it is needed. We undertook thorough training sessions and were able to successfully apply everything we learned during the qualification program in this official match. Derbies are always more challenging, and we know they can result in a greater number of review situations, so we spoke to the field crew a couple of times and everything proceeded according to planned”, Traci added.

Like Rafael Traci, Ivan Bohn also concluded CBF’s VAR qualification program on September of last year in the city of Águas de Lindóia in the State of São Paulo. Bohn believes that the lessons learned enabled Traci and him to arrive at the Gre-Nal match fully confident.

“Last year we concluded a high-level training program, but it’s still a novelty for us. We arrived at the match focused and aware of the challenges, since it’s a derby and also one of the greatest rivalries in Brazil, but thanks to the training program we undertook last year, we came in confidently to participate in the match today. We experienced some difficulties in the first minutes of play with the operator, however, as the match proceeded we became increasingly relaxed and quite confident”, Bohn concluded.