SUB-17 – INDIA

ARBITRAGEM DE ELITE!

29/08/2017 às 15:20 | Assessoria CBF

Trio brasileiro se prepara para Mundial Sub-17

EMERSON

Em preparação para a Copa do Mundo de Futebol Masculino Sub-17, que será realizada na Índia, em outubro deste ano, o árbitro Sandro Meira Ricci e os auxiliares Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse participaram de treinos específicos panejados pela Comissão de Arbitragem da CBF, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Na última semana, o trio esteve na casa da Seleção Brasileira para apitar jogos da equipe sub-15 da Canarinho. O objetivo foi pegar ritmo das partidas de categoria de base.

– Apitamos muito jogo profissional. Então, exatamente por isso, estamos aqui para nos adaptar o mais rápido possível a esse ambiente de jovens. Mas a maioria deles já joga ou treina com profissionais, então, apesar de terem 17 anos, são jovens que possuem experiências. A gente espera realizar o nosso trabalho da melhor maneira possível na competição, representando a arbitragem brasileira, e podendo confirmar nosso nome para a Copa de 2018 – afirmou Sandro Meira Ricci.

O Mundial Sub-17 completa o ciclo mundial de competições FIFA para o trio de arbitragem brasileira. Eles atuaram no Mundial Sub-20 da Turquia, no Mundial de Clubes do Marrocos, na Copa do Mundo de 2014 no Brasil e nos Jogos Olímpicos Rio 2016. O único que já atuou na competição sub-17 foi o assistente Marcelo Van Gasse, que compartilhou conhecimento com os colegas.

– Participei do Mundial Sub-17 dos Emirados Árabes, e o que passei de informação para o nosso trio aqui foi principalmente sobre a velocidade de jogo e os conflitos, porque são garotos, meninos, e temos que antecipar essas situações de confrontos. A questão da parte física também é muito importante, porque a velocidade do jogo é muito diferente do profissional – destacou Van Gasse.

A importância da questão física também foi destacada pelo assistente Emerson de Carvalho, que, ao lado de seus companheiros, passou por exames fisiológicos com Guilherme Passo, fisiologista da CBF.

– Isso vai nos deixar preparados em relação à velocidade principalmente, porque o jogo dos garotos é jogo mais imprevisível. Então é bom para trabalhar nossos reflexos para trabalhar com eles – concluiu.

Jailson, centenário!

LONGA CARREIRA NA SÉRIE A

20/08/2017 às 19:36 | Assessoria CBF

Jailson Freitas completa 100 jogos no Brasileirão

Dono de uma brilhante carreira, o árbitro Jailson Macedo Freitas atingiu mais uma marca histórica no futebol nacional. Neste domingo (20), ele comandou seu 100º jogo no Brasileirão – Série A: Grêmio x Atlético Parananese, em Porto Alegre (RS). O número expressivo representa a trajetória do baiano na arbitragem. Em toda sua caminhada, acumulou diversas atuações de destaque, com finais de Campeonato Estadual, Copa do Nordeste e Campeonato Brasileiro.

Em 2012, foi escolhido o melhor árbitro do quadro da CBF. Na última sexta-feira (18), ele foi homenageado pela Federação Bahiana de Futebol (FBF). Recebeu da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia (CEAF-BA) uma placa para marcar o momento único: 100 partidas de Série A.

– Lembro que comecei a carreira com cerca de 20 anos, apitando um jogo do Campeonato Estadual Feminino. Depois, passei pelo Intermunicipal, competição em que apitei seis finais. Hoje, consigo esse feito de atingir 100 jogos de Série A do Brasileirão. Estou muito feliz pela homenagem. Vou retribuir me dedicando ao máximo para continuar honrando a arbitragem da Bahia – disse Jailson, de 46 anos.

O árbitro recebeu a placa das mãos do presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues. Também estiveram presentes o vice-presidente da FBF, Ricardo de Lima; o presidente de honra da CEAF-BA, Wilson Paim; o atual presidente da Comissão, Vidal Cordeiro Lopes; o membro e instrutor da CEAF, Carlos Alberto Vila Nova; e o assessor especial do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB), Wilson Cunha.

Na 100ª atuação de Jailson na Série A, estiveram ao seu lado os assistentes também baianos Alessandro Rocha Matos e Elicarlos Franco de Oliveira; o quarto árbitro Jucimar dos Santos Dias; e os árbitros adicionais Marielson Alves Silva e Diego Pombo Lopez.

Fonte: Site Oficial da Federação Bahiana de Futebol

O FUTURO…. PRAB DELTA!

prab deltaJOVENS ALUNOS

22/08/2017 às 12:30 | Assessoria CBF

CBF realiza 4ª turma de renovação da arbitragem

A Comissão de Arbitragem da CBF, com parceria com a Escola Nacional de Arbitragem de Futebol da CBF (ENAF-CBF), realiza mais uma edição do Projeto de Renovação de Arbitragem Brasileira (PRAB). Para esta quarta turma, 20 jovens foram selecionados pelas comissões de dez federações de futebol.

O PRAB é um programa que entrou em vigor no ano passado e abrange somente as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Entre as atividades realizadas no período do curso, estão aulas práticas, palestras com orientações, análise de vídeos, trabalhos em equipe e testes físicos e práticos. Os participantes das turmas III e IV seguirão sendo acompanhados pelos instrutores da ENAF durante um ano por intermédio de trabalhos, jogos e atividades realizados a distância.

Os 20 árbitros e assistentes foram indicados pelas Comissões de Arbitragem das seguintes federações: Acre, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia e Sergipe. O PRAB – IV Turma acontece até o fim de agosto, no Resort Oscar Inn, em Águas de Lindóia (SP).

Confira a lista dos participantes do PRAB IV:

Julian Castro – árbitro (AC)
Fabio Silva – assistente (AC)
Luiz Aniceto – árbitro (DF)
Lehi Silva – assistente (DF)
Luciano Andrade – árbitro (ES)
Rogerio Balbio – assistente (ES)
Renan Insabralde – árbitro (MS)
Luiz Colete – assistente (MS)
Gustavo Melo – árbitro (PA)
Dimmi Cardoso – assistente (PA)
Luciano Silva – árbitro (PE)
Fabricio Sales – assistente (PE)
Francisco Area – árbitro (PI)
Alisson Damasceno – assistente (PI)
Tarcísio Silva – árbitro (RN)
Ruan Queiros – assistente (RN)
Caio Cazuza – árbitro (RO)
Alessandro Oliveira – assistente (RO)
Diego Silva – árbitro (SE)
Wendel Lino – assistente (SE)

Anaf no PRAB

O vice-presidente da entidade na Região Sudeste, Arthur Alves Júnior, esteve em Águas de Lindóia (SP) representando a ANAF

(por Edson Campos Nicolau)

São Paulo, SP, 08/08 – Em decisão tomada na Assembleia de Trabalho da ANAF realizada entre os dias 04 a 06 de agosto, em Florianópolis (SC), o vice-presidente da Região Sudeste, Arthur Alves Júnior, ficou encarregado de representar a entidade no evento que está sendo realizado na cidade de Águas de Lindóia, no interior paulista. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) está organizando o Programa de Renovação da Arbitragem Brasileira (PRAB), que visa dar conhecimento, aperfeiçoamento e experiência para jovens árbitros que demonstraram potencial dentro de suas federações.

“Estivemos representando nosso presidente Marco Antônio Martins, toda sua Diretoria, os presidentes dos Sindicatos e principalmente os nossos associados. Estamos presenciando o que a CBF esta fazendo neste projeto com árbitros jovens, onde este árbitro do Norte, do Nordeste e do Centro Oeste está tendo a oportunidade de receber uma qualificação técnica de alto nível. Isso vai fortalecer a carreira dele e pudemos passar um pouco de nossa entidade nacional do que ela já fez e o que vai fazer em prol da classe”, falou o vice-presidente da ANAF.

Cerca de 20 árbitros considerados promessas no cenário nacional chegaram em Águas de Lindóia no dia 01 e ficarão até o dia 10. No dia 14 chegam outros 20 e ficam, também, por 10 dias no interior paulista. Durante todo o dia Arthur acompanhou os trabalhos dos jovens e no final da tarde presenciou os mandatários da arbitragem nacional, Cel. Marcos Marinho e Sérgio Corrêa, elogiarem o trabalho desenvolvido pela ANAF em prol da classe.

“Hoje recebemos o Arthur que é representante da ANAF e também presidente do SAFESP. A entidade ajuda bastante e vocês devem prestigiar. Ninguém é obrigado a pagar a ANAF ou qualquer Sindicato, mas eles são muito importantes para vocês. Eles são os verdadeiros representantes da classe quanto à reivindicações e etc. Vocês precisam solidificar cada vez mais este tipo de entidade, principalmente quando é sério. Fica aqui o recado para nunca desprestigiarem a categoria, porque vocês dependem dela para reivindicar algumas coisas. Muitas vezes vocês são desrespeitados e nós da Comissão de Arbitragem não podemos interferir. Ai surge a ANAF e os Sindicatos para fazer este papel. Aí funciona bem”, falou o presidente da Comissão Nacional.

“Eu ajudo sim as entidades de classe sempre que posso, mas nunca esquecendo a função que exerço. Porque isso??? porquê as instituições e não pessoas quando estão fortes, é que movimentam esta nação. Precisamos reconstruir e homens com H maiúsculo são necessários. Nós precisamos dessas pessoas”, falou Sergio Corrêa da Silva enaltecendo o trabalho da Associação Nacional de Árbitros de Futebol, a ANAF.

WhatsApp Image 2017-08-08 at 17.31.04

SAFESP lamenta falecimento de ex-associado da entidade

São Paulo, SP, 04/08 – O presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), Arthur Alves Júnior, mesmo estando em Florianópolis (SC), onde participa de Congresso da ANAF, lamentou o falecimento do ex-associado da entidade, Adair Soares Augusto, que ocorreu nesta sexta-feira, 04/08, em São Paulo. Aos familiares o presidente do SAFESP deseja os mais profundos sentimentos de pesar e força para a vida que segue.

 

Chefe da arbitragem brasileira é homenageado pelo SAFESP

 Sérgio Corrêa foi homenageado pelo SAFESP

Sérgio Corrêa foi homenageado pelo SAFESP

São Paulo, SP, 31/07 – O presidente do Sindicato dos Árbitros de futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), Arthur Alves Júnior, em nome de toda sua Diretoria, homenageou o Chefe da Arbitragem Nacional, Sérgio Corrêa da Silva (foto à esquerda), em evento realizado no Salão Nobre da Federação Paulista de Futebol (FPF), na tarde da última sexta-feira, 29, ao nomear a nova turma de formandos da entidade paulista de Sérgio Corrêa. Cerca de 40 alunos concluíram o Curso e se tornaram árbitros habilitados perante a Lei, para trabalhar nos campeonatos amadores.

O evento teve pouco mais de duas horas de duração e contou com a presença de personalidades da arbitragem e da Justiça Desportiva Brasileira. Além de Arthur Alves e toda a Diretoria Executiva do SAFESP, compareceram o ex-presidente da entidade José Astolphi, o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, Ednílson Corona, o vice-presidente José Henrique de Carvalho, o Ouvidor da arbitragem de São Paulo, Roberto Perassi, o Ouvidor da FPF, Domingos Cangiano, o Diretor do Departamento Financeiro da FPF, Jorge Abicalan Filho, o presidente da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (ANAF), Marco Antônio Martins, o Tesoureiro da entidade nacional, Salmo Valentim, o Secretário Geral da ANAF, Almir Alves de Melo, o Auditor da Terceira Comissão de Justiça do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Jurandir Ramos de Sousa, o Supervisor de Protocolos da FPF, Arthur Armendro, os Instrutores do SAFESP, Paulo de Carvalho e Ronnie Brandit Romanini, os ex-diretores do SAFESP Abel Barrosos Sobrinho e Joel Teixeira Caires, além de toda a cúpula da Academia Paulsta de Arbitragem.

Durante o evento o homenageado disse que estava bastante lisonjeado com a homenagem organizada pelo SAFESP, mas fez questão de voltar a maior parte de suas palavras para os alunos recém-formados.

“O maior legado que vocês vão levar para os campos onde forem  trabalhar serão seus nomes. Todos estão levando o nome de seus pais, que é o mesmo que passaram para seus filhos. Com certeza vocês não vão querer que estes filhos desonrem este sobrenome. Entrem para atuar em nome de seus pais, seus filhos, suas famílias e para manter esta honra e dignidade. Sigam o lema do Sindicato, o coletivo acima do individual onde juntos somos mais fortes. Muito obrigado Arthur pela homenagem. Agradeço sinceramente de coração pelo reconhecimento de um pouquinho que podemos fazer durante nossa carreira. Se fiz algo de errado durante este período, peço minhas desculpas”, falou o homenageado.

Para o presidente do SAFESP, que se emocionou chegando às lágrimas no momento de seu discurso, elogiou o Chefe da Arbitragem Nacional e desejou sorte aos novos formandos da entidade.

“Esta é uma pequenina homenagem para este moço. O que ele faz, o que ele trabalha, o que ele colabora com todos; ele pode estar em qualquer lugar do Brasil e se você mandar uma mensagem, ele responde. Sérgio, enquanto estivermos à frente do Sindicato, os ex-presidentes serão sempre lembrados. Foram vocês que deixaram esta entidade forte”, finalizou o presidente Arthur Alves Júnior.”

Formatura de árbitros em Sergipe

domingo, 23 de julho de 2017

Formatura de árbitros em Sergipe tem participação efetiva da ANAF

Em uma cerimônia bastante concorrida na noite deste sábado(22) em um grande hotel da belíssima orla da praia de Atalaia, a Associação de Árbitros Profissionais de Sergipe , AAPF-SE, realizou mais uma formatura da escola de árbitros do Estado. Doze novos membros foram diplomados e já estão a disposição da Federação Sergipana de Futebol para atuarem nas competições realizadas pela entidade, bem como participarem do Campeonato Sergipano da Primeira Divisão em 2018.

O evento contou com a participação de várias autoridades, dentre elas, o Secretário Municipal da Juventude e do Esporte da cidade de Aracaju, Jorge Araujo Filho, que vem ao lado da Associação realizando vários projetos para a melhoria da arbitragem local.
No evento também estiveram presentes o Presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas, e toda cúpula diretiva da FSF, Sérgio Corrêa da Silva, Diretor da Escola de Árbitros da CBF e o homenageado da noite, o ex-árbitro FIFA, Sidrak Marinho que teve seu nome destacado nesta turma da escola, uma justa homenagem para quem tanto fez pela arbitragem sergipana e nacional.

A ANAF também foi homenageada através do seu Diretor Financeiro, Salmo Valentim, que foi agraciado com uma placa comemorativa de serviços prestados a arbitragem sergipana.
Salmo estava acompanhado do Diretor Jurídico e também instrutor da Escola de Árbitros de Sergipe, Wagner Rosa.

O Presidente da AAPF-SE, Ivaney Alves de Lima, o anfitrião, era só alegria pelo sucesso do evento e também por ter conseguido formar mais uma turma de promissores árbitros do quadro nacional. A Associação vem se destacando pelo trabalho sério que vem realizando nesta gestão, contando sempre com o apoio da Federação e sua Comissão de Arbitragem. Ivaney tem hoje a unanimidade do grupo e o apoio incondicional do Presidente Milton Dantas para a releição sem disputa, segundo Milton, em trabalho que está dando certo não se deve mexer.

Já o presidente da AAPF-SE destacou que tudo isso vem acontecendo, graças ao apoio que vem recebendo do presidente da Federação Sergipana de Futebol, que não tem medido esforços para cada vez mais melhorar o nível do futebol sergipano dando também real condições para que a arbitragem melhore a cada dia.

A ANAF acompanha de perto o trabalho que está sendo realizado em Sergipe e continuará apoiando a atual gestão da Associação, acreditando sempre na melhoria e no avanço da arbitragem sergipana.

Postado por 

S Corrêa em Alagoas

21/07/2017

Arbitragem participa de capacitação para analista de desempenho

Aulas estão sendo ministradas pelo instrutor da CBF, Sérgio Corrêa

  |

Membros da Comissão de Arbitragem da Federação Alagoana de Futebol (CA-FAF) participam no Auditório do Estádio Rei Pelé de uma capacitação intensiva para analistas de desempenho de campo. As aulas iniciaram ontem (20) e serão finalizadas nesta sexta-feira (21), ministradas pelo instrutor Sérgio Corrêa, coordenador do Projeto de Desenvolvimento e Implamentação do Árbitro de Vídeo da CBF.

A capacitação tem o objetivo de aprimorar os conhecimentos técnicos aos ex-árbitros e novos membros da CA-FAF. Durante as aulas, os profissionais estão conhecendo, detalhadamente, o funcionamento de todas as ferramentas que serão utilizadas por eles para a avaliação dos árbitros e assistentes. Uma das principais novidades é o novo formato de relatório de análise de desempenho da arbitragem (RADAR).

Através deste documento, o analista de arbitragem de campo avalia diversos itens relacionados a atuação do árbitro durante a partida, como por exemplo: controle emocional, relacionamento com o jogador, marcação de faltas e aplicação dos cartões. Em seguida, o analista de desempenho de campo envia todas as informações para a CBF, que compara as informações com o relatório do analista de desempenho de vídeo.

Com base nas informações fornecidas pelos analistas de campo e de vídeo, os dados seguem para uma plataforma do Centro de Pesquisa e Análise de Desempenho da Arbitragem da CBF, que receberá informações técnicas e disciplinares definidas pelos analistas. Em Alagoas, quatro novos analistas de desempenho de campo serão escalados a cada rodada de todas as competições promovidas pela CBF.

Os ex-árbitros Charles Hebert, George Alves Feitosa, Lydia Pollyana Oliveira Castela e Flávio Feijó de Omena farão parte do novo quarteto de analistas de desempenho de campo. A capacitação intensiva da CBF conta, também, com a presença do novo presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol, o ex-árbitro Emerson de Oliveira Sobral.

Árbitro de vídeo no Brasileiro de 2019

http://sportv.globo.com/site/programas/redacao-sportv/noticia/2017/08/cbf-so-deve-aderir-ao-arbitro-de-video-no-campeonato-brasileiro-de-2019.html

15/08/2017 13h14 – Atualizado em 15/08/2017 13h23

CBF só deve aderir ao árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro de 2019

Após cogitar a implantação este ano, entidade deve usar recurso somente depois da Copa do Mundo do ano que vem. “Temos que ter segurança plena”, diz Sérgio

O uso de árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro chegou a ser cotado como uma novidade para 2017, mas o recurso ainda não foi adotado e deve demorar mais do que o previsto para ser utilizado, segundo o chefe de arbitragem da entidade, Sérgio Corrêa. Em participação no “Redação SporTV”, por telefone, ele explicou a decisão e disse que polêmicas recentes provocadas com o uso do recurso fizeram a CBF repensar o assunto (assista ao vídeo).

– Estamos trabalhando com muita tranquilidade, tem cinco empresas interessadas em participar desse projeto. A CBF está muito rigorosa nessas questões e temos que ter segurança plena de implementar e não criar os problemas que temos observado em alguns casos (…) Não temos pressa. Em 2018, vai ser a data em que a Fifa vai definir e colocar na regra do futebol para a Copa do Mundo e nós teremos mais segurança, mais tranquilidade, para que quando o projeto for implementado não tenhamos mais problemas do que temos sem o árbitro de vídeo. Tínhamos pressa no início, estamos preparados através dos testes que fizemos, mas dado a essa inserção da interpretação que tem ocorrido em vários jogos (com uso do recurso), recuamos um pouquinho, estamos aguardando para 2018 a questão da aprovação e o protocolo definitivo a ser usado na Copa do Mundo para depois usar no Brasileiro, quem sabe 2019 – disse.

Sandro Meira Ricci teste árbitro de vídeo (Foto: Thiago Dias)CBF fez testes, mas optou por adiar uso do recurso de vídeo no Campeonato Brasileiro (Foto: Thiago Dias)

A favor da medida, Sérgio Corrêa acredita que o uso do árbitro de vídeo será fundamental para evitar “erros crassos” no futebol. Ele garante que a entidade participa das discussões sobre o assunto, inclusive junto à Fifa, mas ainda não vê um consenso sobre a maneira como o recurso vem sendo usado. A crítica é sobre a utilização em lances de interpretação, quando deveria auxiliar em lances “claros”.

– Tenho acompanhado os experimentos pelo mundo. O projeto brasileiro é mais conservador, pois não incluímos a questão da interpretação, é o que está dando muito problema nos jogos. Toda vez que entra a interpretação do árbitro em campo vai dar problema, com certeza. Ainda não estamos resolvidos, mas estamos acompanhando. Não tem como a tecnologia não entrar no futebol. A gente precisa continuar os testes, os treinamentos, ajustando o protocolo que a Fifa criou para que possa dar a segurança de que apenas os erros claros serão corrigidos – afirmou.

Corrêa lembrou casos recentes e disse que é preciso preparar os envolvidos para saber quando e como usar o VAR (árbitro assistente de vídeo). Ele ainda lembrou da experiência feita recentemente na final do Campeonato Pernambucana, que não ficou livre das polêmicas.

– Toda vez que o árbitro vai para o local da revisão ou altera a revisão naquele espaço há um problema muito grande porque o lance não revisado acaba gerando polêmica. Propusemos que fique no campo da informação. O VAR  informa o árbitro e ele toma a decisão sem que haja a necessidade de ir até a área de revisão. Como aconteceu nos dois testes que fizemos em Pernambuco…  o árbitro marcou a penalidade, resolveu por orientação revisar o lance de interpretação e não pudemos dar a ele informação porque é interpretação. A conta ficou para o árbitro de vídeo, quando o árbitro pediu revisão. Na segunda partida, o assistente marcou a saída de bola, o árbitro apitou e foi fazer uma revisão. Não tínhamos o som para saber se o árbitro apitou. Ele resolveu por conta fazer a revisão. Nas duas situações, não teve responsabilidade do árbitro de vídeo – explicou.

Árbitros jovens do Brasil fazem curso na Conmebol

TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO

16/08/2017 às 11:44 | Assessoria CBF

Créditos: CBF / Divulgação

Quatro árbitros jovens indicados pela CBF estão passando por treinamento da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), em Assunção. O curso é realizado em parceria com a Associação Paraguaia de Futebol (APF) e aulas vão até o próximo sábado (19).

O Programa de Evolução da Conmebol promove palestras, estudos das regras e orientações da FIFA, atividades práticas e provas com enquetes sobre a melhor decisão a ser tomada em cada lance. Para este módulo, a CBF enviou os árbitros Alex Ang Ribeiro, Paulo Volkopff, Alisson Furtado e Cleberson Leite.

Nesta quarta-feira (16), haverá uma conversa com o presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, o brasileiro Wilson Seneme; trívias e testes com vídeos sobre as regras 11 (impedimento) e 12 (faltas e incorreções); e apresentação das provas físicas.