Com apoio da CBF, IFAB realiza…

… visita técnica do VAR para Federações

Evento de três dias foi aberto nesta segunda-feira (19) no Rio de Janeiro e contou com autoridades de arbitragem da FIFA e da Conmebol

A visita técnica de Árbitro de Vídeo (VAR) da International Football Association Board (IFAB/FIFA) para Federações estaduais do Brasil foi iniciada nesta segunda-feira (19). Com o apoio da CBF, autoridades da FIFA e da Conmebol apresentam o protocolo necessário para usar a ferramenta e compartilham as experiências durante o processo de utilização nas partidas. O evento acontece em um hotel da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A programação foi aberta com a apresentação de Sérgio Corrêa, coordenador do VAR no Brasil, e contou com uma mesa formada por: Ricardo Bretas, gerente de planejamento de VAR da CBF, Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, Mauro Silva, vice-presidente do departamento de atletas e competições de Federação Paulista de Futebol, Dirk Schlemmer, gerente do departamento de Serviços de Futebol da IFAB, Marcos Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, e Ênio Gualberto, gerente de licenciamento de clubes da CBF. Cada um falou um pouco sobre a experiência com o projeto. Na sequência, o autor do projeto de Árbitro de Vídeo, Manoel Serapião, fez um panorama sobre o uso do VAR no Brasil.

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, destacou a parceria da CBF com as Federações para um maior conhecimento de tudo o que envolve a implementação do Árbitro de Vídeo.

– Nossa ideia é dar conhecimento aos representantes das Federações interessadas em implementar o Árbitro de Vídeo. Mostrar como é o processo, as dificuldades, necessidade dos treinamentos, tudo o que é necessário para aplicar o VAR. Temos a presença do Dirk, que é do IFAB, e de outras autoridades da arbitragem para passar todas as informações a eles – declarou.

A primeira palestra do dia foi de Wilson Seneme. O presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol falou sobre a experiência da entidade em jogos com o árbitro de vídeo no ano de 2017 e nesta temporada de 2018. Dando continuidade, Dirk Schlemmer fez duas palestras em sequência. A inicial teve como foco as exigências para a aplicação da ferramenta e a segunda falou sobre a capacitação dos árbitros.

Representando a Conmebol, Wilson Seneme mostrou safistação por compartilhar a experiência da entidade com a ferramenta do VAR nas últimas duas temporadas em competições importantes do futebol sul-americano.

– A iniciativa da CBF em organizar um evento como este combina com o que a gente tem feito na Conmebol. É importante porque os estados e as federações começam também a ter ideia do que é o VAR. Vir aqui, passar esta experiência de como foi o desenvolvimento do projeto no ano de 2017, a implementação, o quanto é importante que a instituição abrace o VAR, que não é algo só de árbitro, é institucional, é muito interessante. E é bom lembrar sempre que este é um processo que deve caminhar passo a passo com o que trabalha o IFAB no seu protocolo – acrescentou Seneme.

As Federações de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo enviaram representantes ao evento. Interessados em levar a ferramenta para os seus respectivos campeonato estaduais, os profissionais acompanharam atentamente a programação e elucidaram dúvidas com Dirk Schlemmer.

A programação tem duração de três dias e segue nesta terça-feira (20). Sebastian Runge, chefe de tecnologia do IFAB, é um dos próximos palestrantes e vai falar sobre os principais aspectos para a implementação do VAR.

Visita técnica sobre o VAR

Protocolo, tecnologia e números são foco de visita técnica sobre o VAR

Evento da IFAB/FIFA levou conhecimento às Federações interessadas em utilizar a ferramenta em seus respectivos estaduais em mais um dia de palestras

O segundo dia da visita técnica da International Football Association Board (IFAB/FIFA) sobre o Árbitro de Vídeo (VAR) para Federações estaduais foi realizado nesta terça-feira (20), no Rio de Janeiro (RJ), e trabalhou três assuntos de grande importância: protocolo, tecnologia e números. O estatístico Ítalo Medeiros, consultor da Comissão de Arbitragem da CBF, abriu a programação do evento, que conta com o apoio da CBF, apresentando dados dos 14 jogos da Copa do Brasil 2018 que contaram com o uso da ferramenta. O profissional exibiu gráficos, fez comparativos e mostrou números de tempo de rola rolando, intervenções, entre outros.

Na sequência, Dirk Schlemmer, gerente do departamento de serviços de futebol da IFAB, assim como na última segunda (19), se aprofundou no protocolo necessário para a utilização do VAR. O profissional destacou ainda a importância deste contato entre o IFAB e as Federações estaduais.

– É muito interessante para nós (IFAB/FIFA) falar diretamente com as Federações para passar a elas toda a experiência que construímos nos últimos dois anos e apoiá-los a preparar este enorme projeto. Queremos tornar o projeto bem-sucedido para as Federações. Por esta razão nós nos dispomos a vir ao Brasil e passar os principais pontos sobre como organizar o projeto completo. As Federações devem conhecer tudo em detalhe já que, no fim, elas são responsáveis pela implementação, pela educação e pela execução de todos os pré-requisitos. Por isto a importância de providenciar o escopo completo da fase de implementação do VAR – destacou.

Sebastian Runge, chefe do departamento de tecnologia e inovação do futebol da IFAB/FIFA, foi o terceiro palestrante do dia. O alemão falou sobre preparação para a implementação de tecnologia, desafios, montagem e melhores práticas da ferramenta e fez um panorama sobre a experiência com Árbitro de Vídeo na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018. Em conversa com o site da CBF, Sebastian mostrou alegria pela realização da visita técnica.

– Para nós, como FIFA, é muito importante ter acesso direto às Federações. Os organizadores dos Estaduais precisam ser informados sobre os padrões e pré-requisitos mínimos para a implementação do VAR. Estamos aqui para prestar suporte e compartilhar nossos conhecimento das competições FIFA e outros torneios ao redor do mundo para que nós possamos ajudar os Estaduais com a ferramenta do Árbitro Assistente de Vídeo – salientou.

Encerrando a programação desta terça-feira, o autor do projeto de Árbitro de Vídeo, Manoel Serapião, repassou o protocolo do VAR. O profissional falou também sobre a experiência da CBF nas partidas da Copa do Brasil 2018 com a ferramenta e elucidou dúvidas dos expectadores presentes.

Assim como no primeiro dia, representantes das Federações de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo acompanharam atentamente o material apresentado pelos palestrantes. As Entidades têm interesse em utilizar a ferramenta em seus respectivos campeonatos estaduais.

A visita técnica segue com mais um dia de palestras nesta quarta-feira (21). A programação do último dia de evento prevê novas apresentações de Dirk Schlemmer, Sebastian Runge e Marta Magalhães, psicóloga da Comissão de Arbitragem da CBF.

 

https://www.cbf.com.br/a-cbf/informes/arbitragem/protocolo-tecnologia-e-numeros-sao-foco-de-visita-tecnica-sobre-o-var

Visita técnica da IFAB

Mesa de debate encerra visita técnica da IFAB sobre o Árbitro de Vídeo

Com apoio da CBF, evento destinado às Federações Estaduais apresentou protocolo, experiências e peculiaridades da ferramenta do VAR

A visita técnica da IFAB/FIFA sobre o Árbitro de Vídeo (VAR) para Federações estaduais foi encerrada nesta quarta-feira (21). Em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o evento, que contou com o apoio da CBF, teve como programação do último dia palestras, uma roda para debate e um contato dos expectadores com a ferramenta.

A psicóloga da Comissão de Arbitragem da CBF, Marta Magalhães, abriu o dia apresentando o tema pilar mental. A profissional falou sobre influências do VAR na cabeça do árbitros e como este quesito deve ser trabalho. Na sequência, Dirk Schlemmer, gerente do departamento de serviços de futebol da IFAB, falou mais um pouco sobre o protocolo que deve ser cumprido para que as partidas possam ser realizadas com Árbitro de Vídeo.

Na acomodação anexa ao local das palestras foi montada uma sala de operação de vídeo, exatamente igual ao material montado para receber o VAR nos estádios. Os presentes tiveram a experiência de manusear a ferramenta e entender um pouco mais do seu funcionamento com técnicos e operadores da tecnologia.

O evento foi encerrado com uma roda de debate. Os representantes das dez Federações estaduais presentes (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo) podiam pontuar sobre o tema e elucidar dúvidas com Dirk Schlemmer e Sebastian Runge, chefe do departamento de tecnologia e inovação do futebol da IFAB/FIFA.

O tetracampeão Mauro Silva, que atualmente é vice-presidente do departamento de atletas e competições da Federação Paulista de Futebol, foi um dos expectadores. O ex-volante contou um pouco da experiência que viveu nos últimos três dias em entrevista ao site da CBF.

– Estar aqui e absorver todo este conhecimento é fundamental para implementarmos o VAR com sucesso. É uma tecnologia que veio para ficar e a CBF nos ajuda muito trazendo tanto conteúdo e tanta informação para que a gente possa implementar este processo com sucesso, pois é muito detalhado e exige muita qualificação dos árbitros – destacou.

Representando a Federação Paraibana de Futebol, Arthur Alves, coordenador interino de arbitragem da entidade, falou sobre a experiência. O profissional destacou a duração da visita e agradeceu pela participação no evento.

– Foi muito bom. Dois dias e meio de convívio e quero parabenizar a CBF por ter dado esta oportunidade. Vamos levar muito conhecimento para a nossa Federação. Foi espetacular para nós ter participado e agora vamos colher os resultados. Fica o meu muito obrigado ao Coronel Marinho, ao Sérgio Correa, ao Manoel Serapião, e também a presidente Michelle Ramalho pela confiança depositada em mim – acrescentou.

https://www.cbf.com.br/a-cbf/informes/arbitragem/mesa-de-debate-encerra-visita-tecnica-da-ifab-sobre-o-arbitro-de-video

III Capacitação VAR

CBF realiza terceiro curso de Capacitação para Árbitro de Vídeo

 

CBF dá sequência ao trabalho de preparação dos árbitros para o uso do VAR no futebol brasileiro

Curso de capacitação para Árbitro de Vídeo em Águas de Lindóia (SP)

Créditos: João Moretzsohn / CBF

A Confederação Brasileira de Futebol realizou a terceira edição do seu curso de Capacitação para Árbitro de Vídeo, em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo. As atividades, que foram do dia oito a 20 de outubro, envolveram simulações de situações de jogo, assim como aulas práticas e teóricas.

Todos os árbitros foram avaliados por: rapidez (marcação), seleção de câmeras e câmera lenta (assertividade), média (habilidades) e clareza na comunicação. O curso,que recebeu as turmas 10 e 11, também ministrou atividades para operadores de replay.

O treinamento tem como objetivo capacitar os árbitros para a utilização do árbitro de vídeo em competições organizadas pela CBF na próxima temporada e no futuro.

Confira a lista de árbitros participantes do curso:

 

TURMA X: Carlos Filho – RJ, Carlos Souza – RJ, Celso Silva – MG, Ciro Junqueira – DF, Cleriston Rios – SE, Daniel Parro – RJ, Diogo Silva – RJ, Ederson Silva – SP, Eduardo Cruz – MS, Elicarlos Oliveira – BA, Evandro Lima – SP, Fabricio Moura – SP, Felipe Oliveira – MG, Fernando Melo – SP, Flávio Barroca- RN, Helcio Neves – PA, José Junior – DF, Leandro Souza – SP, Leone Rocha – GO, Luciano Roggenbaum – PR, Marco Junior – SP, Michael Correia – RJ, Miguel Costa – SP, Silbert Sisquim – RJ, Thiago Farinha – RJ, William Malaquias – SP, E Victor Santos – PR.

TURMA XI: Adriano Milczvski – PR, Alexandre Jesus – RJ, André Castro – GO, Bruno Araújo – RJ, Caio Vieira – RN, Carlos Braga – RJ, Daniel Bins – RS, Daniel Macedo – RJ, Eduardo Valadão – GO, Elmo Cunha – GO, Emerson Ferreira – MG, Felipe Silva – PR, Flávio Souza – SP, Gilberto Junior – PE, Grazianni Rocha – RJ, Heber Lopes – SC, Igor Oliveira – MG, Jailson Freitas – BA, João Arruda – RJ, José Filho – SP, José Silva – PE, Márcio Gois – SP, Pathrice Maia – RJ, Paulo Júnior – PR, Rodrigo Amaral – SP, Rodrigo Ferreira – SC, Rodrigo Miranda – RJ, Rodrigo Raposo – DF, Rodrigo Sá – RJ, Salim Chavez – SP, Sávio Sampaio – DF, Thiago Peixoto – SP, e Vinicius Furlan – SP.

https://www.cbf.com.br/a-cbf/informes/arbitragem/cbf-realiza-terceiro-curso-de-capacitacao-para-arbitro-de-video