Integração entre árbitros

EXPERIENTES E PROMISSORES

20/10/2017 às 22:13 | Assessoria CBF

Cursos promovem integração entre árbitros

Créditos: Bruno Mesquita

Esta sexta-feira (20) marcou o encerramento de dois ciclos importantes para a arbitragem brasileira. No Eco Resort Oscar Inn, em Águas de Lindóia (SP), chegaram ao fim o VIII curso RAP-FIFA para árbitros promissores e as aulas de capacitação off-line de árbitros e assistentes de vídeo.

Na condição de um dos árbitros mais promissores do Brasil, Savio Pereira Sampaio, de apenas 32 anos, da Federação do Distrito Federal, exalta esta troca de experiência com os colegas que estão há mais tempo no ofício.

– Foi um período muito importante, de muito aprendizado. Conviver cinco dias em um curso de alto nível, com árbitros e assistentes do quadro da FIFA, compartilhar trabalhos de sala de aula e de grupo, é de muito aprendizado para árbitros promissores. Acredito que eu e os demais colegas aproveitamos muito – destacou.

Representante da Federação do Piauí, o árbitro Antônio Dib compartilhou o pensamento do colega. Para ele, que tem 35 anos, o contato com colegas que já atuam em partidas internacional é muito enriquecedor para a carreira.

– Vejo de maneira positiva essa troca de experiência e conhecimento envolvendo árbitros promissores, que estão no meio do processo, com os árbitros mais experientes, que são os que já alcançaram um lugar na FIFA. É muito importante essa experiência entre quem está começando e quem já chegou ao topo do processo – acrescentou.

Raphael Claus está entre os principais nomes da arbitragem sul-americana hoje. O paulista, que também esteve em Águas de Lindóia neste período de integração entre os cursos, comentou a esta revolução no ofício, que é o Árbitro Assistente de Vídeo (VAR).

– É bacana. A gente vê que a tecnologia vem para somar, em erros claros principalmente, que comprometem o andamento da partida, o vencedor do jogo… Às vezes não somente a partida, mas um campeonato em momento agudo da competição. Ficamos felizes que a tecnologia está vindo para o nosso lado. O jogo hoje é muito mais rápido, os jogadores evoluíram fisicamente e as jogadas de interpretação ficam, inclusive, mais difíceis. Por isso, teremos um aliado importante – finalizou.

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: