Jogos com mais de 60 min. triplicaram

Jogos com mais de 60 minutos de bola em jogo triplicaram.

MAIS DE 60 MINUTOS

18/09/2015 às 18:21 | Assessoria CBF

Jogos com mais tempo de bola rolando triplicaram

O aumento do tempo de bola em jogo tem sido um dos pontos fortes do Brasileirão 2015. Além dos bons índices totais, um dado chama atenção: em relação ao ano passado, triplicou o número de jogos com mais de 60 minutos de bola rolando, considerado pela Fifa como o ideal. Considerando a etapa atual, de 260 jogos realizados, apenas 16 partidas haviam chegado a esta marca em 2014 (6,15%), enquanto, na edição deste ano, 47 (18,07%) disputas alcançaram após a 26ª rodada.

Entre os 47 jogos da edição de 2015, destaque para as participações de São Paulo, Corinthians, Atlético-PR, Cruzeiro e Sport Recife, clubes que mais participaram destas partidas.

Reflexo da melhora no desempenho das equipes e da arbitragem é o tempo médio de bola em jogo do campeonato, que chega neste momento a 54 minutos e 51 segundos. Para ter um comparativo, a média da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, foi de 57 minutos . Entre as 26 rodadas já realizadas, a última, inclusive, foi a que teve o maior tempo total de bola rolando: 568 minutos e nove segundos, considerando os 10 jogos.

– A orientação é para que continuemos trabalhando para aumentar a média, pois essa é a recomendação da Fifa para os seus campeonatos. Além de termos praticamente acabado com as reiteradas reclamações de jogadores e treinadores junto à arbitragem, que retardavam muito os jogos, houve uma queda importante na média de faltas do campeonato, de 33 para 27 – explica o presidente da Comissão Nacional da Arbitragem, Sérgio Corrêa.

Confira os números:

Partidas com mais de 60 minutos de bola rolando no Brasileirão 2015:
47 em 260 jogos realizados (18,07%)

Jogo com maior tempo de bola em jogo no Brasileirão 2015:
24/05 | Atlético-PR X Atlético-MG | 69 minutos e 40 segundos | Arbitragem de Thiago Peixoto

Equipes que mais participaram destes 47 jogos:
9 jogos – São PauloEscrever
8 jogos – Corinthians
7 jogos – Atlético-PR
7 jogos – Cruzeiro
7 jogos – Sport Recife

Árbitros que mais apitaram nestes jogos:
5 jogos – Ricardo Marques Ribeiro (MG)
5 jogos – Thiago Peixoto (SP)
4 jogos – Wilton Sampaio (GO)
4 jogos – Pericles Cortez (RJ)
4 jogos – Anderson Daronco (RS)

*Dados Leonardo Gaciba

http://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/jogos-com-mais-tempo-de-bola-rolando-triplicaram#.WJFWo_nhDIU

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: