Hermann Friese

Hermann Friese foi jogador e árbitro de futebol Apitou as finais do Paulista dos anos 1903, 1904, 1910 e 1920 e a final do Troféu Interestadual de 1910 (que teve como vencedor o Botafogo FC do Rio de Janeiro com o resultado de 7×2 verso AA das Palmeiras, no Velódromo de São Paulo).

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nascimento: 30 de maio de 1882 (ou 22 de maio de 1880), HamburgoAlemanha

Morte: outubro de 1945, São Paulo

 Georg Paul Hermann Friese (Hamburgo30 de maio de 1882 ou 22 de maio 1880[1] – São Paulo, outubro de 1945) foi um futebolista Alemão radicado no Brasil.

Ao lado de Charles Miller e Hans Nobiling Hermann Friese foi uma das figuras mais importantes do Futebol Paulista além de ser um dos pioneiros do Futebol Brasileiro, sendo reconhecido também como um dos primeiros craques a jogar no Brasil.

História

Em 1903 Hermann Friese imigrou com 21 anos de idade da Alemanha para o Brasil, e logo se afiliou ao Sport Club Germânia, tradicional equipe da colônia alemã radicada em São Paulo, fundada por membros da colônia, entre eles o notável Hans Nobiling.

Hermann Friese foi um dos mais importantes jogadores da história do Sport Club Germânia. Foi o artilheiro do Campeonato Paulista de Futebol de 1905 (Marcando 14 gols) e também foi campeão da mesma competição com o Sport Club Germânia: em 1906 e 1915.

Em 1903 a crônica esportiva chamou-lhe:

O jogador mais sensacional de todos os tempos.

Hermann Friese também foi treinador da equipe em que surgiu em torno de 1909 o futebolista Arthur Friedenreich. O rapaz, que seria o primeiro gênio do futebol brasileiro, era filho de um imigrante alemão e de uma negra brasileira. Apesar dos olhos verdes Friedenreich tinha nítidos traços negroides e por isso foi (inicialmente) proibido de fazer parte do clube, de maioria alemã.

Graças a intervenção de Hermann Friese o clube revogou tais proibições identitárias e Arthur Friedenreich pode brilhar com a camisa do Sport Club Germânia e posteriormente atuou por diversos clubes.

Hermann Friese foi também árbitro de futebol chegando a conduzir os jogos decisivos do Campeonato Paulista dos anos 1903, 1904, 1910 e 1920 e a final do Troféu Interestadual de 1910 (que teve como vencedor o Botafogo FC do Rio de Janeiro com o resultado de 7×2 verso AA das Palmeiras no Velódromo de São Paulo).[3]

No 22 de outubro 1916 apitou o jogo do Paulistão entre Santos FC e CA Ypiranga, naquele ocasião também foi inaugurado o estadio do Santos, a Vila Belmiro. O time santista ganhou a partida 2×1.[4] Na sua carreira conduziu 53 ou mais jogos do Campeonato Paulistano.[5]

Hoje Hermann Friese e um dos dez patronos da Academia Paulista de Árbitros de Futebol “Charles Miller” e compartilha essa honra com, entre outras, José Roberto WrightArmando MarquesArnaldo Cézar Coelho e Romualdo Arppi Filho, que foram árbitros no Mundiais.[6][7]

Vamos em frente. Até qualquer momento!

 

Referências

  1. Ir para cima Diario Official (Estado de São Paulo), 7/10/1930: “Por outra da mesma data, foi declarado brasileiro Georg Paul Hermann Friese, natural da Alemanha, nascido 22 de maio de 1880, filho de Hermann Peter Johannes Friese, casado, residente no estado de São Paulo.
  2. Ir para cima Quando a bola começou a rolar: Charles Miller introduz o futebol no país em 1894, Gazeta Esportiva, ca. 2002, (via Wayback Machine)
  3. Ir para cima [1]
  4. Ir para cima Guilherme: Santos FC: Vila Belmiro, Blog do Prof Guilherme, 7/10/2010.
  5. Ir para cima (footbook.com.br/arbitro/27299090,hermann+friese.html) Hermann Friese, Footbook (Árbitros) (ligação morta → archive.org))
  6. Ir para cima Patronos, Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (ligação via Wayback Machine)
  7. Ir para cima Sergio Correa: Árbitros terão sua Academia, Cartão Vermelho, 29/01/2004 (Estatuto da Academia Paulista dos Árbitros de Futebol – ACADEPAR).

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s