Breve resumo

Comissão de arbitragem da CBF contabiliza erros no Brasileirão-2017

A comissão de arbitragem da CBF passou a quinta-feira analisando o desempenho da turma do apito na Série A-2017. A entidade concluiu a publicação no site da análise de lances ocorridos durante o Brasileiro. Em levantamento feito pela De Prima, com base nessas análises, foram registrados 43 erros graves em jogadas de gol (pênaltis não dados ou mal marcados e gols mal anulados ou irregulares). Dos 43, 20 erros tiveram influência direta no resultado final do jogo (mudando vencedores ou gerando empates).

Olhando o universo dos 20 equívocos mais decisivos, que prejudicaram diretamente 12 clubes, o Corinthians, campeão brasileiro, foi atrapalhado três vezes, mas foi beneficiado em outras três ocasiões. No lado dos beneficiados, o total é de 15 clubes (faltaram Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Santos e Vasco). Olhando novamente para o grupo mais amplo dos 43 erros (este, sim, abrange todos os 20 clubes), nota-se que 24 pênaltis deixaram de ser marcados no Brasileirão-2017. Por outro lado, seis não deveriam ter sido assinalados. Lembrando que a análise técnica das jogadas é da CBF e não da De Prima.

Presidente da comissão de arbitragem da CBF, Coronel Marinho explicou que os dados vão direcionar a atuação dos instrutores para 2018, mas ainda é complicado tirar conclusões pelo fato de 2017 ser o primeiro ano deste levantamento: “Lógico que os números chamam a atenção e vamos trabalhar em cima deles. Estamos em um início de trabalho e não temos como comparar com os dados do ano passado. A partir desse ano, teremos uma noção”.

Fonte: http://blogs.lance.com.br/deprima/2017/12/08/comissao-de-arbitragem-da-cbf-contabiliza-erros-no-brasileirao-2017/

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s