2º Encontro dos Técnicos – 09 Maio 2016

A SEDE DA CBF

09/05/2016 às 22:14 | Assessoria CBF

Técnicos debatem melhorias no 2º Encontro

Na semana de abertura do Brasileirão 2016, a CBF reuniu os técnicos dos principais clubes brasileiros para debater melhorias para a maior competição nacional. A proposta do 2º Encontro de Técnicos é fortalecer um canal direto de informação entre a entidade e os treinadores, dando espaço para que os profissionais sugiram mudanças ou adaptações ao futebol brasileiro. O evento aconteceu pelo segundo ano e contou com a participação de cerca de 20 comandantes de equipes das séries A e B, além do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, do coordenador-geral de seleções, Gilmar Rinaldi, do técnico da Seleção Brasileira, Dunga, entre outros diretores da Confederação.

Na atividade, que durou o dia todo, eles puderam discutir medidas com profissionais dos departamentos de competições, marketing e arbitragem, além de conhecerem o relatório técnico, elaborado pela CBF, sobre a edição do campeonato de 2015. Campeão paulista neste domingo pelo Santos, Dorival Júnior elogiou a iniciativa da CBF e destacou que esses encontros podem ajudar no trabalho de todos.

– Muito importante que aconteça este encontro. Acho que algumas situações já estão sendo trabalhadas, outras em andamento e outras já definidas. Acho que já houve um avanço muito importante, prova é essa atitude da CBF de chamar profissionais da área para que estejamos atentos e buscando posições que possam ser melhoradas.

Opinião compartilhada pelo uruguaio Diego Aguirre, do Atlético Mineiro. Em sua segunda temporada no Brasil, ele acredita que o fundamental é agregar toda a ajuda para a evolução cada vez maior do futebol brasileiro.

– É muito positivo trocar ideias para evoluir e melhorar coisas. Acho que a CBF faz um bom trabalho ao aproveitar a experiência dos treinadores para melhorar, para trazer ideias.

Atual campeão brasileiro com o Corinthians, Tite considerou fundamental esse contato entre treinadores e Confederação. O treinador destacou a importância do comprometimento de todos para que as sugestões sejam eficazes na prática.

– Uma coisa é essencial para melhoria do futebol. É preciso uma melhoria nossa, como técnico, e nós temos consciência disso. Mas também de um calendário que permita um número de jogos menor e uma melhor preparação dos atletas.

Dentre os temas debatidos estão os jogos às 11h, que dividiu opiniões. Alguns técnicos apontaram os motivos para a dificuldade de adaptação ao horário, mas acreditam que ela possa acontecer com o decorrer do tempo. Oswaldo de Oliveira, treinador do Sport, aprova esta iniciativa, mas entende que nem todos tenham aprovado.

– Eu particularmente gosto muito do horário. É lógico que muitas vezes, em alguns lugares,  a temperatura não ajuda. Acho que vou sentir isso em Recife este ano, mas são mudanças que estão sendo implantadas para o bem do futebol brasileiro. A CBF tem agido de uma forma muito precisa – afirmou o treinador.

Padronização dos gramados foi resultado do 1º Encontro

Em 2015, no 1º Encontro de Treinadores, Levir Culpi, atualmente no comando do Fluminense, levantou o debate sobre a padronização de tamanho para os campos dos estádios brasileiros. O técnico ressaltou a importância desta mudança, pois é muito complicado treinar em uma medida e jogar em outra.

A CBF estudou a proposta e a padronização foi colocada em prática. A medida 105m de comprimento por 68m de largura, padrão FIFA, foi implantada em todos os estádios das séries A e B, com um investimento superior a R$ 2,2 milhões.  Equipes para análise das dimensões e condições dos campos foram enviadas aos estádios e comandaram os trabalhos de adequação.

 http://www.cbf.com.br/noticias/campeonato-brasileiro/tecnicos-debatem-melhorias-no-2o-encontro#.WJKbRfnhDIU

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: