Prova física encerra Curso

O Curso Para Árbitros Jovens – realizado pela Conmebol, em parceria com a CBF e a FIFA – foi finalizado nesta sexta-feira (10). Os 26 árbitros e 12 assistentes participantes passaram por provas físicas na Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), no Campo dos Afonsos, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

PREPARAÇÃO

10/04/2015 às 17:44 | Assessoria CBF

Prova física encerra Curso Para Árbitros Jovens

O Curso Para Árbitros Jovens – realizado pela Conmebol, em parceria com a CBF e a FIFA – foi finalizado nesta sexta-feira (10). Os 26 árbitros e 12 assistentes participantes passaram por provas físicas na Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), no Campo dos Afonsos, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A parte dos testes físicos foi o último módulo do aperfeiçoamento, que teve atividades durante toda a semana, no Centro de Treinamentos João Havelange, em Pinheiral (RJ). O curso contou com alunos de dez países e começou na última segunda-feira (06), com o propósito de preparar futuros expoentes da arbitragem sul-americana.

– Esse é o primeiro curso aos árbitros jovens realizado pela Conmebol, com a importante colaboração da CBF e da FIFA. A gente observou uma evolução muito grande ao longo do curso. Foi uma imersão com o desenvolvimento de três pilares fundamentais: físico, técnico e mental – explicou o diretor da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (Enaf) e instrutor da FIFA, Alício Pena Júnior.

Os árbitros e assistentes deram 24 voltas no circuito, elaborado para a avaliação da resistência e explosão muscular necessárias em uma partida de futebol. De acordo com o preparador físico Paulo Camello, a turma alcançou resultados satisfatórios.

– Esse curso é uma iniciativa importante para realinhar os jovens com as perspectivas. Desejamos que, em breve, eles possam ingressar no quadro internacional. O curso captou uma série de dados sobre o desempenho desses árbitros, que as confederações poderão consultar quando for necessário – destacou Camello.

Para o árbitro Alisson Furtado, do Tocantins, cursos de formação e reciclagem são primordiais para a padronização dos procedimentos de arbitragem em todos os países do continente e do futebol mundial.

– A troca de informações com os colegas de outros países da América do Sul é importante porque nos oferece integração com outras culturas e maior contato com a língua espanhola, falada em todas as nações vizinhas – finalizou Alisson.

http://www.cbf.com.br/noticias/arbitragem/curso-teste-fisicos#.WJFCePnhDIU

Autor: Sérgio Corrêa

Árbitro na Federação Paulista de Futebol (1981-2001) e da Confederação Brasileira de Futebol (1989 a 2001); Ocupou cargos administrativos nos sindicatos entre 1990-93 e 1996-03, Eleito e reeleito presidente para dois mandatos: o primeiro compreendido entre 03/02/2003 a 08/04/207 e o segundo, de 09/04/2007 a 08/04/2011. Deixou a função para assumir a presidência da CA-CBF. Pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ocupou os cargos de secretário-geral, entre 25/10/1997 e 13/05/2003. Já, na Comissão de Arbitragem, foi secretário-geral entre 25/10/2005 e 06/08/2007. Nomeado presidente da CA-CBF em duas oportunidades, a primeira entre 07/08/2007 a 22/08/2012, a segunda, de 13/05/2014 a 28/09/2016. Também foi diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, entre 07/01/2013 a 12/05/2014. Atualmente, continua chefiando o DA (desde 22/08/12) e lidera o projeto de árbitro assistente de vídeo, nomeado junto a FIFA desde 15/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: